caping2

8.2.16

Acampando no Inverno

Frio não é obstáculo, absolutamente, foram os tempos, se é que houve mesmo, em que acampar era uma atividade só para lindos dias de primavera ou verão.
Mudaram as barracas, os equipamentos, os campings e também os próprios campistas. 
Acampar no inverno, hoje, não é mais uma aventura que podia acampar com terra em cima da cama ou barraca morro abaixo, desde que se tomem cuidados muito simples, mas indispensáveis para acampar tranquilo.
Mesmo num país onde o inverno é rigoroso apenas em algumas regiões, principalmente no sul, as precauções do campista nesse período podem evitar surpresas desagradáveis. 
Como no verão, o inverno também tem seu contingente de admiradores.

O acampamento no inverno, apesar do frio, pode ser tão agradável e divertido como o de verão, dependendo apenas de alguns cuidados especiais. No Brasil há lugares frios com ótimos parques para acampar: Friburgo, Muri e Itatiaia (RJ), Campos do Jordão e Socorro (SP), Ouro Preto (MG), São Joaquim (SC), Canela e São Francisco de Paula (RS), são alguns deles. 
No Brasil, há ótimas áreas em lugares frios onde se pode acampar com todo o conforto, mas há também as pessoas que não são sócias de clubes ou preferem mesmo os lugares longínquos.
Esse contato mais direto com a natureza exige, evidentemente, mais cuidado ao selecionar o material de camping e o lugar. Para quem caça ou pesca é necessário escolher áreas apropriadas e verificar previamente todo o regulamento da localidade. 
Seja como for dê preferência a um local próximo de uma fonte ou riacho para não ficar sem água, mas sem montar a barraca muito perto da corrente - em caso de enchente, você poderia ter surpresas desagradáveis.

Terrenos inclinados (sujeitos a enxurradas), baixadas (alagáveis durante as chuvas), e barrancos (que podem desmoronar) devem ser evitados.
Se o terreno for descampado e houver uma única árvore, mantenha distância desse pára-raios em potencial. Mas se houver um bosque próximo, não há problema, pois um conjunto de árvores tem muito mais poder de atração de raios e neste caso, ao contrário, você está seguro. 
- O maior problema para campistas "alpinistas" iniciantes é a falta de oxigênio das grandes altitudes. Por isso, é preciso acampar nos lugares mais baixos.
Finalmente, escolha um lugar onde haja relva, pois terra ou poeira devem estar fora de cogitação.
Frequentemente, em invernos mais rigorosos, o vento e a chuva costumam se aliar ao frio e então a própria maneira de armar a barraca torna-se fundamental.

Como os ventos predominantes nessa época vêm do sul, é conveniente deixar a abertura voltada para o lado oposto, o norte, sem esquecer de reforçar as estacas e as amarras para prevenir-se contra um possível vendaval.
Em volta da barraca, deve-se também cavar uma canaleta de 10 centímetros de largura por outro tanto de profundidade, para dar vazão à água.
Outro cuidado importante em caso de chuva é evitar que o sobreteto encoste no pano fino da barraca (no caso uma canadense), o que provocaria uma incômoda goteira. Para isso, é preciso verificar sempre a tensão dos estirantes, que devem estar no ângulo correto (sem provocar dobras na barraca) e suficientemente firmes.


A Barraca

Para evitar o frio e a umidade do chão, dê preferência às barracas de piso próprio. Mas mesmo esse piso pode ser isolado do solo, se você quiser uma temperatura mais agradável dentro da barraca.

Algumas camadas de jornais no chão, cobertas por uma lona ou plástico, evitam a umidade e a sujeira. Um recurso que uso, independente de clima, é cobrir o chão (antes de por a barraca) com um plástico grosso de mesmo tamanho (pode-se fazer em casa), impedindo assim a entrada de insetos indesejados e também amenizando o frio.
Se o frio for muito forte, há um recurso adicional: cobrir o piso com mais jornais, colocando por cima deles uma esteira ou cobertor. Outro detalhe importante é que a barraca tenha sobreteto plastificado ou de lona emborrachada para reduzir o máximo possível a umidade em caso de chuva.


Escolha a sua barraca

Na opinião de muitos a melhor barraca é a do tipo Canadense, mas pela leveza e facilidade de manuseio em lugares inóspitos, a tipo Iglu é recomendável. Vamos dar aqui 3 tipos que se adaptam a todos os gostos e, principalmente pelos preços bem acessíveis.
Todas as barracas são encontradas nas melhores lojas de camping.. acesse aqui
Barraca Panda Nautika - para 4 pessoas, prática e leve, desenvolvida para climas variados, resiste a ventos e chuvas. Com avancê que protege a porta da chuva direta e oferece mais espaço.

Kit Camping Campak Pavillo - barraca camping 2 Pessoas, mais 2 sacos de dormir 1,80mx75cm, mais 2 colchonetes 1,90mx50cmx0,6cm.

Barraca Echolife Weekend -barraca básica 4 pessoas, para uso em climas secos! com paredes 100% poliéster impermeabilizado com poliuretano 600mm de coluna d´água, tela mosquiteiro que bloqueia grande parte da visibilidade de fora para dentro. Em caso de chuva, montar em locais cobertos ou usar lona por cima.


- As informações divulgadas, bem como os benefícios e resultados deses produtos são de responsabilidade exclusiva dos fabricantes e fornecedores.


Se aquecendo

A grande arma contra o frio, entretanto, é o aquecedor a gás - nas áreas de camping pode-se também usar o elétrico. 
Mas nunca ponha o aquecedor no local onde vai dormir, pois ele queima o oxigênio. Se sua barraca tiver apenas um local, deixe-o do lado de fora - com o refletor voltado para a abertura, mas distante da lona, que poderia ser danificada pelo calor. Não é aconselhável conservá-lo ligado durante a noite inteira, porque há sempre o perigo de incêndio.
Uma solução possível, em lugares sem recursos, é um aquecedor a carvão, feito com uma lata que tenha apenas uma pequena abertura lateral para ventilação. Quem preferir algo mais natural pode simplesmente fazer uma fogueira, nunca muito perto da barraca, para evitar o perigo de incêndio, e não sobre o mato, para que o fogo não se espalhe. Se não houver área sem grama, coloque areia ou terra úmida em volta. E antes de deitar é preciso apagar o fogo ou deixar apenas algumas brasas acesas.
Para um camping natural, a fogueira é imprescindível.
Aprenda a fazer fogo em.. O fogo - A fogueira, acendendo
Não havendo uma área sem grama, coloque areia ou terra úmida em volta - e antes de dormir não apague o fogo, e deixe algumas pedras dentro para reter o calor.


Campings no frio


Camping Muri - Nova Friburgo

Friburgo CCB2

Serra dos Órgãos - subsede

Serra dos Órgãos

Serra dos Órgãos - sede

Penedo

Teresópolis

Camping CCB serra gaúcha

Itatiaia Parque - abrigos

Na beira do lago

Curtindo a fogueira

Para dormir

Para dormir, há os sacos tradicionais, mas em épocas frias convém colocá-los sobre colchões de ar, colchonetes de espuma ou camas de lona desmontáveis. Há vários tipos de sacos de dormir - uma ou duas pessoas - mas os melhores são os de nylon.

Colchões infláveis - atente-se ao tamanho, já que ele precisa caber dentro da sua barraca, outro aspecto é à espessura. Se o uso for feito por crianças, modelos mais finos podem ser utilizados, mas para adultos maiores, é importante ter um mais espesso.
Qualidade é importante na hora de escolher um bom colchão inflável. Invista em materiais bons, já que, em geral, você vai utilizá-los em ocasiões onde você depende do colchão para uma boa noite de sono. Você encontra os melhores colhões infláveis aqui, nas melhores lojas.. acesse


Sacos de dormir - o bom do saco de dormir é quando a temperatura sobe um pouco, você só precisa transformá-lo em um colchonete e dormir sobre ele. Encontre as melhores marcas e os melhores preços nas lojas.. confira aqui 
Saco De Dormir Guepardo De Emergência - Alumínio - é feito com materiais que controlam a temperatura do corpo e te deixam preparado para enfrentar os dias mais frios.

Saco De Dormir Essence - Trilhas E Rumos - modelo básico, em formato retangular, para uso em dias de temperatura amena ou em conjunto com agasalhos em situações de temperaturas mais baixas.


Roupas

Muita roupa, o ideal
Campistas veteranos, acostumados a acampar em lugares frios como as cidades de Campos de Jordão e São Joaquim e nas montanhas de Itatiaia e da Serra dos Órgãos, costumam dizer que a melhor coisa para ajudar a combater o frio são as roupas de lã (as roupas de fio acrílico não esquentam). Além dos gorros, cachecóis, meias grossas, jaquetas acolchoadas e luvas, também deve-se dar especial atenção aos sapatos. Eles devem ter solas grossas, de preferência de borracha. Melhor que sapatos são as botas de meio-cano, forradas com pele de carneiro ou flanela.
Para as pernas use calças grossas sobre ceroulas ou minhocão de flanela ou malha de algodão. As mulheres devem evitar meias de náilon, que grudam na pele e provocam feridas. Inclua no enxoval camisetas de lã natural, que deve ser usada por baixo de uma camisa ou flanela, e um suéter grosso de lã como agasalho externo. Embora a quantidade de agasalho pareça exagerada, essa é a única maneira de vencer o frio das montanhas, que às vezes chega a 10 graus negativos em Itatiaia, perto das Agulhas Negras.

Tome cuidado, por outro lado, com as mudanças bruscas de temperatura. Se estiver usando aquecedor na barraca, diminua a quantidade de roupa, passando a usá-las quando estiver ao ar livre. Para proteger a pele contra o frio seco use um creme hidratante no rosto e no nariz; vaselina ou manteiga de cacau (batom para as mulheres) protegem os lábios de rachaduras dolorosas.
É bom também levar suéteres, calças de flanela ou jeans, camisetas, gorros de lã, casacos impermeáveis com capuz, botas de borracha, cachecol, luvas e meias de lã, embora quase tudo isso possa ser substituído por um bom macacão de motociclista. Há modelos de náilon forrado de lã ou flanela, todos com muitos bolsos fechados com zíper.
No lugar de botas ou sapatos, prefira o tênis impermeável de lona ou couro macio envernizado.
Na hora de dormir, a calça de algodão (inteiriça), uma malha velha, não se esquecendo das meias de lã podem resolver o problema. Cobertores grossos (é claro) e de uma bolsa de água quente não devem faltar.



Alimentação

No inverno, é claro, a comida tem que ter mais peso, calor e consistência do que no verão - mesmo num acampamento, com toda a improvisação, é aconselhável não descuidar disso. Quem não puder contar com a cozinha de um camping organizado deve estar bem equipado para alimentar-se bem.
De manhã, uma refeição com leite, café, chocolate quente, ovos, presunto, geléia e pão preto (que se conserva melhor) é a ideal.
Começando o dia bem alimentado, o almoço (que pode ir de um churrasco a uma macarronada) não precisa sair muito cedo.

À noite, café, uma sopa instantânea, chá, sanduíches - nesse momento o caminho está aberto para a imaginação: há uma série imensa de produtos industrializados ou mesmo naturais que entram bem na hora do lanche.
A quem prefere fazer um "miojo", é rápido nas horas de emergências.

Um bom estoque de chocolate (em barra ou em pó, para uma achocolatada matinal ou noturna) ou de sopa instantânea, ajuda a recuperar as energias. 
Afora isso, não esqueça de levar a matéria-prima para aquilo que nem sempre pode ser considerado supérfluo num acampamento de inverno, ainda mais selvagem: uma boa aguardente, um bom vinho e um conhaque aquecido - afinal, ninguém é de ferro.


Escolha seu acampamento  

Teresópolis, Friburgo e Itatiaia, no Rio: Campos do Jordão e Circuito das Águas, em São Paulo: Poços de Caldas e Ouro Preto, em Minas: São Joaquim e "Urubici" em Santa Catarina: Gramado, Canela e São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul. 
São os principais polos de atração nessa época.

Veja os melhores lugares aqui.. Onde acampar - Região serrana (RJ)
                  Onde acampar - Serra Gaúcha

Embora a neve é uma ocorrência rara na nossa paisagem, registrada com maior frequência apenas em São Joaquim (ultimamente ultrapassada por sua vizinha Urubici - sendo agora a cidade mais fria do Brasil), o frio costuma ser tão rigoroso como em alguns países onde o inverno deixa uma marca inconfundível.
Nos pontos mais elevados de Campos do Jordão e do maciço de Itatiaia, por exemplo, a temperatura das madrugadas de inverno costuma baixar até 10 graus negativos!.
Para saber mais sobre acampamento no frio e sobrevivência veja.. Camping no Frio - O Frio intenso 


4 comentários:

  1. Obrigado pelas dicas de como acampar. Muito em breve não vou ter onde morar. Talvez acabe tendo de acampar por aí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Tyura.
      Que prazer tê-lo aqui. Seja bem vindo.
      Fique firme e, aguente onde você está, e nunca tenha em mente que o mundo é para todos!
      Eu não acampei por aí! e não vivi por aí! entendeu? Eu, vivi, e bem a minha vida como a natureza manda que eu viva. Boa sorte e fique na Paz de Deus.
      Abraços.

      Excluir
  2. Ola,gostaria de dicas pra quem vai acampar pela primeira vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Esther, tudo bem?
      Há um monte de dicas para acampar a primeira vez, isso depende se é um camping natural "selvagem" ou um organizado, que são bem diferentes.
      Eu recomendo que leia primeiro a postagem "O medo e a insegurança", "armando e acampando na natureza" caso você queira um selvagem. Ou escolha "Qual o melhor tipo de camping?" e "Onde acampar - Duvidas".
      Em todo caso é bom dar uma olhada em "Armando o acampamento".
      Tem outras postagens que podem te ajudar, e muito, a escolha é sua.
      Espero mais a sua visita.
      Boa sorte, e bom acampamento.
      Abraços,


      Excluir