8.2.16

Cordas e amarrações

As Cordas


Existe vários tipos de cordas; as mais usadas são as de náilon (fibra sintética), sisal, algodão, e plástico (fitilho) que é comprado em rolo, é muito prático, porque na desmontagem do acampamento, elas não precisam de cuidados para serem levadas de volta, são descartáveis, mas quebram o galho pra tudo.
fitilhos 
Além do campista levar cordinhas, faz parte obrigatória do material, levar uma corda grossa e resistente de no mínimo 8 metros. 
Esta corda é que vai servir de "cumeeira" na construção do ranchão.

Confira aqui uma boa corda para amarração e cumeeira, acesse


Uma corda forte e resistente é necessário - além dos "Fitilhos" - confeccionados de material plástico, são importantíssimos em todo acampamento; é o faz-tudo. Usados em pequenas amarrações, sendo descartáveis e jogados ao lixo, após o acampamento.
A corda para cumeeira, guardada e bem limpa, serve para vários acampamentos.


Os nós

Conhecer os diversos tipos de nós é uma boa maneira de se preparar para resolver os pequenos problemas inesperados que costumam surgir no acampamento. 
É um conhecimento que ajudará a proporcionar mais conforto aos campistas, e em certos casos, até salvar vidas.
Um bom nó deve ser feito com simplicidade e rapidez, ter resistência e não exigir esforço para ser desatado. Existe um tipo de nó para cada situação.
São muitas as combinações possíveis, mas o campista só precisa aprender os nós básicos. Assim ele ganhará tempo, conforto e segurança.
Não basta apenas o conhecimento dos nós, é preciso ter paciência e treino para aprender a fazê-los com rapidez e correção.
Nós-234-Campingnatural

Principais nós e suas funções:

Nó Direito - Usado principalmente para ligar duas cordas, tem a vantagem de ser fixo e fácil de desatar. É também empregado nos pacotes que devem ser amarrados com firmeza, nas ataduras, para fazer o varal e nas amarrações como as de barcos ou redes.
Nó de Escota - Este é um nó empregado quase sempre com a finalidade de ligar dois cabos de diâmetros diferentes. Ele também pode ser de muita utilidade quando se quer uma corda grande a partir de pequenos pedaços de vários tamanhos.
Lais de Guia - É um dos nós mais importantes, já que é o mais indicado para salvamentos, principalmente quando a vítima está no fundo de um buraco ou precipício. 
Muito empregado pelos alpinistas, sua grande vantagem é não correr, evitando assim que a corda aperte o corpo da pessoa que está sendo salva ou do alpinista que está escalando. 
No caso de salvamento, o laço deve ser feito em torno do corpo do acidentado, passando por baixo dos braços, de modo a prender com firmeza, sem machucar.
Falcaçar a Corda - Para evitar que a ponta da corda desfie você deve falcaça-la. 
Com um pedaço de cordão grosso, faça uma laçada em torno da corda. 
Dê muitas voltas em torno da corda com a extremidade 2, até cerca de um centímetro da ponta. 
São voltas bem apertadas e próximas umas das outras. 
Depois introduza a extremidade 2 pela laçada do fio e puxe a outra (1) com firmeza.
A extremidade 2 será puxada sob as voltas circulares.
Finalmente, corte rente as extremidades que estiverem sobrando.
Volta do Fiel - É um nó muito prático, usado com bastante frequência. Serve para prender uma corda a uma barra e também pode ser muito útil na montagem de um varal ou na fixação de um segundo avancê para a barraca, improvisado sob uma árvore.
Volta da Ribeira - Serve para fazer amarras diagonais e é muito útil no camping selvagem, na hora de montar os tripés ou o caldeirão de água, na limpeza do terreno onde será armada a barraca. É também empregado para levantar coisas pesadas. 
Quando feito com fio de náilon, as mãos devem ser protegidas com luvas. 
É um nó bastante simples, que tem a vantagem de permitir a melhor distribuição de peso, já que pode ser repetido em várias partes da carga a ser transportada.
Nó de Pescador - Usado, como o nome já diz, principalmente pelos pescadores, para emendar as linhas de pesca, é bastante resistente, não se desfazendo com facilidade. 
Serve também para emendar qualquer fio de pouca espessura.
Nó Catau - É usado para evitar muita tensão nas partes puídas de uma corda, ou para encurtá-la. Por isso, é  muito útil quando, na falta de uma corda melhor, o campista tenha que usar uma que já esteja gasta.


Mas estes são os quatro nós básicos - os mais usados - para fazer amarrações seguras quando você está montando acampamento no mato ou em trabalhos gerais.

Bowline - ou Lais de Guia - Este nó simples e útil é usado para formar um laço fixo na extremidade de uma corda. Usado também para: Colocar uma canoa para uma barra de reboque ou pendurar uma rede. Não importa o quanto a força é colocada sobre uma volta forte, a bolina sempre pode ser desatada facilmente. 1. Adicione um pequeno laço na corda. 2. Passar a extremidade da corda através da volta e, em seguida, em torno da linha principal da corda. 3. Aqui a extremidade da corda de volta para dentro do laço; aperte puxando a linha principal da corda longe da volta.

Reef Knot - ou Nó Direito - Este nó (também conhecido como um nó quadrado) é um nó de ligação que une duas extremidades da mesma corda ou dois pedaços de corda juntos. Usado também para: unir dois comprimentos de corda menor para fazer uma corda mais longa (embora não para a realização com excesso de peso) ou em primeiros socorros para amarrar ataduras juntas. 1. Coloque as extremidades de duas cordas paralelas. 2. Coloque a extremidade direita uma corda sob e sobre a extremidade da corda esquerda (como seria quando você amarrar seus cadarços). 3. Amarre outro desta vez colocando a extremidade esquerda por baixo e por cima da corda direita. 

Timber Hitch - ou Volta do Fiel - Este nó atribui um único pedaço de corda a um pedaço de madeira ou um tronco de árvore. Usado também para: Criar um varal, colocação de uma lona ou arrastando madeira para da fogueira. 1. Enrole a corda em volta de seu objeto (como uma volta). 2. Passe a ponta rodando sob o resto da corda. 3. Enrole a ponta da corda em torno do circuito várias vezes e, em seguida, puxe apertado.

Rolamento Hitch - Usado para fazer uma volta ajustável para garantir uma corda única em torno de uma estaca. Usado para: Ajustar o aperto de suas linhas ligadas a barraca, pólos ou espeques. 1. Passe corda em torno do pólo. 2. Pegue a ponta correndo a volta em torno da linha de pé e passá-lo através do laço. Em seguida, faça uma outra passagem através do laço firme novamente na mesma direção, de modo que há duas voltas de corda feita através do laço. 3. O nó deve manter-se no lugar enquanto você amarrar um laço final na direção oposta aos dois primeiros.


Ferramentas


Faca – Uma boa faca é indispensável para acompanhar você, principalmente para usar em cordas, e vários outros usos; sem ela fica muito difícil o trabalho em acampamentos, por isso escolha uma do teu agrado.


Existe no mercado uma infinidade de modelos, para todos os tipos de uso. Algumas com kit de sobrevivência, como bússola, pederneira, linha de pesca, etc. Ma tenha sempre uma boa faca de uso particular e do seu agrado, palavra de veterano.

Um excelente conjunto de facas, importado; para quem quiser gastar um pouco mais, até que vale a pena.
Facão e machado - 



Mas se for no caso de um local pesado, e vegetação muito intensa, não tem outra maneira de levar além da faca, um bom facão e machadinha. 
Apesar de não ser o nosso intuito de desmatar nada; as vezes é preciso fazê-lo com parcimônia e moderação; sendo que um facão é imprescindível em qualquer acampamento selvagem.

Tipo de Amarrações:







Com boas cordas, equipamento correto, imaginação e conhecimento, você pode fazer um pequeno abrigo suspenso, ou vários outros tipos de construções, com diversos modos de amarrações, como estes.
Evidentemente isto é só exemplos para se ter algum conhecimento de amarrações, mas só o tempo e prática vai fazer você aprender muitos desses recursos.

8 comentários:

  1. Bacana o post! Boas noções para iniciantes.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite,

    É recomendável o uso de sisal como cordeletes, para ancorar gazebos e barracas?

    Atenciosamente, Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Gabriel.
      Que prazer recebê-lo aqui. Seja bem-vindo.
      Sim, é claro, o uso de fios e cordas de sisal, ainda que é um produto natural e sendo o Brasil o maior produtor do mundo dessa fibra, que ainda incentiva o uso por motivos ambientais.
      Eu particularmente uso fios (fitilhos) de fibra sintética, porque na época comprei um rolo "que achei barato" e uso até hoje. Já fiz vários acampamentos e nem chegou na metade! e olha que faço várias amarrações.
      Aguardo mais à sua visita.
      Abraços,


      Excluir
    2. Muito grato pela atenção e recepção. Estou prestes a fazer meu primeiro acampamento, no carnaval, na Guarda do Embaú-SC, e estou me preparando (muito empolgado!!). O acampamento será num camping.
      Já comprei uma barraca (pesquisei bastante) e uma lona. Vou ainda utilizar um gazebo sobre a barraca para fazer sombra, e pretendo ancorá-lo com os então cordeletes. Porém, o gazebo não possui olhais/ilhéus para cordeletes, então estou pensando uma forma de fazê-lo (inclusive aprendendo alguns nós). Outra coisa: tem recomendação sobre a espessura do sisal que posso usar?

      Atenciosamente, Gabriel

      Excluir
    3. Valeu mesmo! Gabriel.
      Se você pesquisou, mesmo, se o camping autoriza montagem de lonas, tudo bem! porque existe alguns que não deixam; é somente a barraca.
      O camping deve ser um dos três, Embaú Surf Camp, Maeporã ou Beira Rio, não é? Parabéns, e grande Carnaval!
      Vou te dar uma dica - Quando a lona não tem ilhoses (já aconteceu comigo), faça o seguinte: arranje umas escoras (pedras pode ser pequenas, tipo arredondadas) e enrole-as nas pontas por dentro da lona com cordinhas bem firme, fazendo um tipo de "saquinho" e pronto. Daí você amarra as cordas e prende em qualquer lugar. A espessura das cordinhas (quase todas) é menor que o dedo mínimo, valendo-se que sejam fortes como o sisal. Obs: não corte ou faça furos na lona querendo imitar ilhoses, não dá certo, e você vai estragar a lona.
      Um bom acampamento, Gabriel.
      Abraços,







      Excluir
    4. Boa tarde,
      Vamos ficar no Maeporã! Conhece algum? Qual recomenda? Essa das ledras na lona é ótima, mas como se trata de um gazebo, acho que vou amarrar as cordas direto nas armações dele.
      Ja comprei o sisal (foo bem dificil de achar em Porto Alegre RS). A barraca que eu comprei é uma Nautika Cherokee Gt 3/4, pesada mas bem resistente.

      Abraço

      Excluir
    5. Muito bom Gabriel.
      Fica mesmo no Maeporã, é o mais lógico. Não sabia que iria levar gazebo, pois fica bem mais fácil. Vou tentar descobrir na minha área onde encontrar sisal barato! rsrs.. E a Nautika (que já acampei) é peso pesado, mais boa pedida.
      Bom acampamento amigo, e bom Carnaval com seus semelhantes.
      Abraços,

      Excluir