8.2.16

O medo e a insegurança

O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente, pavor é a ênfase do medo.
É também uma reação obtida a partir do contato com algum estímulo físico ou mental (interpretação, imaginação, crença) que gera uma resposta de alerta no organismo.

Esta reação inicial dispara uma resposta fisiológica no organismo que libera hormônios do estresse (adrenalina, cortisol) preparando o indivíduo para lutar ou fugir.
A resposta anterior ao medo é conhecida por ansiedade.
Como Insegurança é um sentimento de mal-estar geral ou nervosismo que pode ser desencadeado pela percepção de si mesmo ser vulnerável de alguma forma, ou um senso de vulnerabilidade ou instabilidade que ameaça a própria autoimagem ou ego.

"Importante: Este tipo de camping, não se vale a indivíduos sem nenhum grau de instrução em sobrevivência, técnicas de segurança, não saiba usar ou não tenha uma forma de defesa".

Para quem vai fazer um camping selvagem pela primeira vez, ou até mesmo quem já esta acostumado a esse tipo de acampamento, sempre vem aquela dúvida: se vai aparecer algum animal à noite, a área é segura contra assaltantes e furtos, se devo levar uma arma, e  minha mulher e meus filhos? meu carro estará seguro?
o medo-1
É claro, isso é normal, e acontece com todo mundo. 
"Evite acampar sozinho". Porém existe uma minoria que acampa desse modo, e muitas vezes, até sem barraca mesmo.
As pessoas que você vê fazendo isso, certamente conhecem muito bem a região, os moradores, e são muito experientes, que não deve ser o seu caso.
Para se ter um bom nível de tranquilidade, não é preciso grandes esforços, basta somente usar algumas técnicas e estratégias simples.

Mas nunca pense que você é um super-homem e tudo está resolvido; não é bem assim, coisas acontecem e ameaças estão em todos lugares, até mesmo aí na sua casa. Vamos descrever como o possível e mais simples método de deixar as piores circunstâncias para trás e longe de nossas vidas.
De todo modo, para acabar de vez com essas expectativas, utilize essa técnica: pense, desconfie, reaja e se comporte exatamente como você faria em sua vida na cidade, é só isso.

O Carro

Se estiver de carro, e a área em que for acampar é impossível de vê-lo, faça o seguinte: após terminar de armar o acampamento, pegue o seu carro, e vá ao lugarejo mais próximo, faça algumas amizades (isso é fácil: converse com as pessoas, pergunte sobre o local, principalmente se essas pessoas forem comerciantes), é muito importante, comente discretamente onde  você estará localizado. 
Em caso de acidente ou qualquer imprevisto, eles saberão onde achá-lo.
Os moradores, com certeza, te ajudarão. 
Após isso, diga aonde possa deixar o carro em lugar seguro, claro, se não for à quilômetros de distância. 
Deixando o carro, retire alguma peça que impeça que alguém o ligue (por exemplo; tire o rotor e um cabo de vela), ou coloque segredo. Volte para o acampamento mais tranquilo.
Sempre que puder, volte ao lugarejo, na intenção de comprar alguma coisa, mesmo que seja a toa, e aproveite para dar uma olhadinha no carro. Os moradores aos poucos vão se acostumando com você, e mediante a isso, peça a alguém para dar uma olhadinha no carro, só vai lhe custar alguns trocados na hora de ir embora.

Os Animais Selvagens

Os animais mais comuns que aparecem nos acampamentos selvagens, são: lagartos e cobras de dia; e gambás à noite. Mas tomando as precauções que já foram abordadas em outro capítulo – principalmente em relação aos Alimentos – não há o que ter medo.
Se tiver um lugarejo um pouco próximo do acampamento, pode ser que apareça cachorros e gatos à noite.
Importante: Isso no caso de um acampamento selvagem pouco próximo da civilização; agora em uma área muito afastada, como uma floresta Amazônica ou em áreas pantaneiras por exemplo; todo cuidado é pouco contra onças, principalmente a noite.

Se uma onça se aproximar, a sua melhor atitude é tentar parecer maior e intimidador.
Encarar o animal, subir em alguma coisa mais alta, gritar (sem tirar os olhos dele) e qualquer ação para parecer maior pode fazer com que a onça desista do ataque. 
Lutar com paus e pedras e até mesmo com as próprias mãos pode ser efetivo e em persuadir o animal a parar um ataque.
Não querendo incitar a violência, mas você e sua família em um local longínquo e selvagem, sem uma arma, fica praticamente indefeso contra ataques de animais.

FN - 765, nunca falhou.
Mas a melhor arma contra uma fera selvagem, além de uma arma de fogo, talvez seja uma lança. 
De modo que se você está numa selva com possibilidade de haver feras, e não possui uma arma de fogo, improvise uma lança de pelo menos 2 metros e bem afiada.
Exatamente graças a aderência proporcionada pelo contato do cabo da faca à madeira, com pequenas alterações à vara podemos fazer uma lança de ponta.
Outro ponto importante; alguns grandes predadores consideram "olhar nos olhos" como um ato desafiador, principalmente em defesa de território ou com filhotes, então evite isso, e fuja o mais rápido que puder.

A Noite

Todo mundo fica inseguro, mesmo com a família ou amigos, e principalmente sozinho, se o camping é selvagem, e ao cair a noite sombria.

Fica claro, e óbvio que a noite traz um certo tipo de insegurança. A maioria dos animais saem das tocas a noite para caçar e procurar alimento, como gambás, cobras e as onças, dependendo da localidade.
Vale lembrar que o acampamento deve estar sempre bem iluminado, sem esquecer de uma boa fogueira.
Fique tranquilo e mantenha a calma perante os outros campistas, e haja como a noite fosse de dia! mas se for o caso de poucas pessoas no camping e bater um sono, não se desespere.

Se for esse o seu caso, existe um bom método de sobrevivência na selva que é simples, mas eficaz. Foi usado na guerra do Vietnam, e é muito usado pelo apresentador Bear Grylls no programa A Prova de Tudo no Discovery, e você pode aplicá-lo no seu acampamento, e trata-se de:

O Fio de Disparo (sinalizador)

Consiste de um barbante forte, melhor seria um fio de náilon, cercando em toda a volta do acampamento, (com árvores em volta é melhor ainda) estendido a uns 20 cm de altura
 do chão. Utilize estacas finas para manter o fio na altura desejada. Camufle bem o fio com folhas e galhos finos em todo redor do acampamento. 
Este fio deve ser atado numa vara, onde se colocará várias latas com pedras soltas dentro. Ao menor contato com o fio, o alarme disparará, alertando todo o acampamento. Isto assustará intrusos, e até animais, que espantados e sem saber o que fazer, se evadirão do local.
fio-de-disparo
Exemplo de um tipo de fio de disparo (ou sinalizador).

Um detalhe de uma das estacas.


Assaltos e Furtos

Quando a área em que você estiver acampado (principalmente em finais de semana) aparece muita gente, fique atento; não deixe mochilas, apetrechos de pesca, mergulho, etc. do lado de fora da barraca. 
O cuidado deve ser redobrado, quando aparecer ônibus de excursão. 
Estes, se você não se cuidar, levam até a sua barraca, por isso, não se distancie muito dela.
Quanto aos outros campistas, pode ficar tranquilo, eles tem o mesmo pensamento que você; paz, tranquilidade e segurança.

Se você estiver acampado sozinho com amigos ou com sua família, em lugar afastado; 
uma pessoa atravessar o mato, para assaltar uma barraca, e levar talvez um rádio de pilha  é muito pouco provável, e eu nunca ouvi tal comentário a respeito. 
Além, dessa pessoa se arriscar a se expor uma facada, machadada, e até um tiro, ele sabe que o campista não leva muito dinheiro, mesmo sendo você de classe alta.
Quanto ao levar uma arma; (é um assunto polêmico) existem discussões sobre se realmente vale a pena ter (ou usar) uma arma e, quando você começa a manter o seu direito de ter uma e se defender, você geralmente é visto como alguém violento ou é uma pessoa má. Aí é você que decide amigo, fica a seu critério. Particularmente levo a minha sem qualquer tipo de restrições (seja lá qual for).

A Família

Se a área em que você está acampado compor de muitas barracas, pode ficar tranquilo com a sua família, porém, se estiver sozinho, a coisa muda de figura completamente.
Não vá passear muito longe, e se vai pescar, não demore muito.

Afinal, é a sua mulher e seus filhos que dependem de sua segurança e cuidados, numa emergência.
Em se tratando de crianças e idosos em acampamento selvagem, não há problemas, porém, deve-se dar maior atenção, orientação e cuidados, do que num camping organizado.

Ficar atento em tudo e em todos ao seu redor, é coisa imprescindível, principalmente com sua família e amigos, em qualquer acampamento, portanto fique sempre alerta.

Então; acabou-se o medo e a insegurança tão fácil como veio.
A conclusão é muito simples:
É muito mais seguro acampar no meio do mato ou numa praia sozinho ou com a família, que estar em uma cidade, meio urbano ou em um local com muito movimento.
Como disse antes; haja com naturalidade, prudência e comporte-se como um verdadeiro campista.

4 comentários:

  1. Fantastico ! Dicas muito importantes, vou seguir a fio. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Boa tarde, Josue.
      Seja bem vindo. É um prazer atendê-lo aqui.
      Muito obrigado pela consideração.
      Aguardo mais a sua visita.
      Abraços,

      Excluir