8.2.16

Armando o Acampamento

O Lugar

Em um acampamento a localidade é fator importante, como em duas coisas; um local idealizado por você, ou simplesmente um programa de uma aventura ao ar livre (se for o caso).

Em um acampamento  tipo "selvagem"  para muitas pessoas, antes é necessário obrigatoriamente de um abrigo geral , isto é, um ranchão, onde as pessoas possam se abrigar da chuva, sem necessariamente ficar confinado dentro da barraca; é embaixo dele que vamos trocar ideias, montar a cozinha, a mesa de refeições, o jirau de mantimentos, etc.

Um Ranchão

Este ranchão se monta facilmente: 
Use uma lona plástica tipo carreteiro 5x4m com oito ilhoses, pode ser outro tipo, mas essa se puder encontrar é melhor. 
A montagem é simples: basta esticar uma corda grossa (pode ser também um bambu ou um galho reto) entre dois troncos de árvore distantes ou entre dois esteios previamente fixados no chão. 
Logo após coloque a lona por cima.
Deixe essa corda principal (cumeeira) a uma altura de mais ou menos 2 metros do chão, amarre cordinhas nos ilhoses e amarre-as em outras árvores por perto (é claro que esse lugar foi previamente estudado), de maneira que as pessoas possam transitar livremente. 
Importante é deixar a lona bem esticada e um bom caimento, para não criar bolsões de água durante uma chuvarada, e pronto.

Dois pequenos ranchões, em um acampamento selvagem.

Lona tipo carreteiro 5 x 4 m e uma boa corda

Confira aqui lona tipo carreteiro, bem barato, acesse


Confira aqui uma boa corda para camping, acesse


O Jirau

O jirau de mantimentos, serve tanto como depósito, paneleiro e local para o fogão a gás; deve estar disposto embaixo do ranchão. Sem ele, é praticamente impossível realizar um acampamento de alguns dias ou semanas.
O tamanho do jirau depende da quantidade de mantimentos.
Existe no mercado uma espécie de kit-camping (paneleiro) que serve basicamente a este propósito.
Mas em um camping natural é muito fácil construir um, basta ter o material necessário.
Além de não precisar levá-lo, não precisa traze-lo.
O material básico é; galhos e pequenas toras de árvores, mas o principal deles é o bambu (se tiver), algumas cordinhas e fitilhos (depois comento isso), uma boa faca, facão e alguma imaginação.
Leia mais em.. Cordas e amarrações 

Um bom jirau vai depender das necessidades de cada campista; o que vai levar, a quantidade de mantimentos e de pessoas no acampamento:
O restante do acampamento deve resumir em: 
disposição das barracas (se houver mais), local para fogueira e o WC.
Embaixo um jirau grande e bem estruturado, servindo só de exemplo para as suas pretensões.

A Procura do Terreno  

Nunca se deve montar a barraca numa depressão, por mínima que seja, pois ali pode empoçar água. 
Se o camping estiver muito cheio, tome cuidado com os lugares vazios: provavelmente é ali que se encontram as depressões. 
Se for num camping organizado o guarda-camping pode ajudá-lo a escolher um lugar.
A frente da barraca deve ficar voltada para o nordeste, pois com isso se garante o sol da manhã e a sombra nas horas quentes da tarde.
A escolha do local é fator importante, para não se arrepender depois.

Não arme a barraca de frente para o vento em locais desconhecidos, nem muito próximo ao mar, ou com a frente voltada para ele, pois com a chuva a maré sobe e pode invadi-la. 
Na praia, o melhor é procurar um local entre as outras barracas, e não na orla. 
A primeira barraca é sempre a mais atingida pelo vento que vem do mar.
rosa dos ventos
Ao escolher o terreno, verifique se não há formigueiros. 
E mesmo que haja, evite deixar cair comida - principalmente doces. 
Nos campings organizados o terreno já é drenado, mas em caso de mudança de tempo é bom fazer pequenas canaletas com a enxadinha em volta.

Ferramentas  

São indispensáveis as seguintes ferramentas: facão para cortar galhos e abrir picadas no mato, uma boa faca para cortar cordas e outros usos, pá para dreno (fazer valetas em volta da barraca por causa da chuva) e machadinha para lenha.
Muito útil também são canivetes multiuso, nacionais ou importados, contendo várias funções:

Confira nas lojas para ver bons modelos e vários tipos de facões.

Facões especiais


Canivete multi-uso

Facas
Uma boa faca é indispensável, se for uma que contém kit de sobrevivência melhor ainda.

Boa faca John Rambo e faca tipo bushcraft

Fabricação:
De maneira geral, o processo de fabricação de uma faca atualmente consiste em modelar a lâmina, seja através do processo de forja ou de desbaste e aplicar um tratamento térmico conhecido como têmpera, que confere dureza ao fio da lâmina. 
A lâmina então é afiada e cabeada.

Partes e características:
Partes de uma faca -
1 - lâmina (conjunto dos itens 3 a 8); 
2 - cabo ou empunhadura (conjunto dos itens 9 a 11)
3 - ponta ou ponteira; 4 - fio ou gume; 5 - desbaste (vazado ou bisel); 6 - dorso ou contra-fio
7 - mosca; 8 - ricasso; 9 - guarda; 10 - pomo; 11 - cordão.
Para amolar - preferencialmente no sentido horário da lâmina:

Um bom kit – pá, machado, serra e facão.
vendo kit de camping mor pa machado serra faca aco inox uberlandia mg brasil__5A84B0_1
Manutenção do Equipamento - Ferramentas:
Para um acampamento normal, cerca de 3/4 dias, o melhor tratamento do seu equipamento é no retorno, quando chegar em casa.
Limpe bem todas as facas (lâminas) com água doce, secar bem, utilize óleo ou vaselina moderadamente e guarde em local livre de umidade.
Assim você terá suas ferramentas duráveis e com longa duração de vida.
Se o acampamento for do tipo longo, 20/45 dias, é recomendável uma verificação semanal em todas as ferramentas, porque elas estarão sujeitas a ferrugem (um grande mal) e perca do fio.
Mantenha o fio amolando todas as facas, e se não for usar algumas por um tempo; passe vaselina ou óleo vegetal em todas elas, e guarde em seu local apropriado.
Em se tratando de um camping próximo a praia, esses cuidados deverão ser redobrados por causa da maresia (água do mar).
Para saber tudo sobre facas veja o post.. Caça/ Pesca & Sobrevivência

O Terreno já montado
Se a área não for organizada, ao armar a barraca, é preciso evitar as encostas ou base de barrancos, para livrar-se de água, que em dias chuvosos desse do morro e forma poças.
Acampamento já estruturado

Um acampamento já armado, e bem estruturado, note pela disposição das barracas, isso diz que o terreno foi muito bem estudado. 
Mas eu particularmente noto que isso se trata de pessoas que já se conhecem, porquê é muito difícil essa formação de barracas com pessoas diferentes, que não se conhecem. 
Porquê cada um vai querer escolher o seu cantinho particular e o que bom lhe vier.
Montando na Chuva 

Em dia de chuva muito forte é preciso certo cuidado para erguer a barraca. 
Se o grupo for de cinco pessoas, quatro delas sustentam um plástico sobre a cabeça, formando um grande guarda-chuva, enquanto que a quinta pessoa forra o chão com folhas de jornal, quanto mais melhor. 
Agora é só montar a ferragem, e joga-se a lona sobre ela, sempre mantendo a lona protegida pelo plástico, pois ela se estiver molhada ficará muito pesada, dificultando o trabalho.
Depois que a barraca estiver montada deve-se observar se está bem estaqueada, pois com o vento forte, durante uma tempestade, ela pode cair.
Como precaução, de vez em quando é conveniente dar algumas marteladas nas estacas, já que com a terra úmida elas podem se soltar.
Depois da barraca montada, é só esperar a chuva passar.
barraca chuva
Para saber qual tipo de barraca escolher veja.. A Barraca

Disposição e arrumamento

Armar uma barraca à beira de um rio pode ser a melhor solução para você esquecer os ruídos da cidade e as preocupações do trabalho. Mas é preciso que você saiba algumas coisas fundamentais sobre acampamento, para que seu descanso não se torne um problema. Como armar a barraca, qual o melhor lugar para armá-la e como distribuir o material de camping (o mínimo que seja) ajudam você a ter um fim de semana mais tranquilo.
Se você escolher um lugar isolado no mato para armar sua barraca, é importante que você olhe bem o terreno. Ele precisa ser plano, pois em terreno inclinado, se chover, sua barraca ficará inundada. Evite também armá-la ao pé de elevações, mesmo pequenas, porque o risco é o mesmo. Não se deve também armar embaixo de árvores: a queda de um galho pode danificá-la e provocar algum acidente. Esses cuidados devem ser redobrados quando a região tem macacos (serra do Mar, por exemplo). Eles gostam de saltar das árvores sobre a lona macia do teto da barraca.
Saber qual a direção do vento é outro detalhe importante. Faça com que a porta da entrada da barraca fique sempre a favor do vento, nunca contra. E é bom chegar ao local do acampamento com tempo suficiente para armar a barraca antes de escurecer.

É importante ver a que distância ficará sua barraca de algum rio ou riacho. O abastecimento de água deverá ser feito com um galão maior ou menor, dependendo da distância da água. E procure levar um galão de plástico, mais leve e mais prático.
Numa área organizada para camping, os cuidados com a posição da barraca e a direção do vento continuam valendo. E não se esqueça de limpar o local que usou para seu acampamento quando for embora.
Há três tipos básicos de barracas para campismo: a canadense, a iglu e a estrutural. A primeira é composta de dois blocos separados por uma varanda, a segunda só um bloco e a segunda é de um bloco só, dividido em compartimentos.
A arrumação interna de uma barraca varia conforme o gosto e o tamanho. Mas, em princípio, tudo é miniaturizado e portátil, obedecendo a ordem de uma casa. Em função do tamanho, as barracas se dividem em três tipos: para uma pessoa, para casal e para casal com dois filhos. E é evidente que para esse terceiro tipo a arrumação exige mais cuidados. Em um dos quartos fica o casal. Nele se guardam o colchão, roupas de cama e roupas para uso imediato, além de caixa de primeiros socorros e lanterna. No quarto anexo, os dois pequenos colchões para as crianças. Evite que elas entrem seguidamente no quarto, durante o dia, para não sujarem os colchões com areia, o que durante o sono, certamente, incomodará. E conserve os quartos sempre fechados para evitar os mosquitos. O espaço de 40 centímetros entre o sobreteto e a parede da barraca deve ser aproveitado para guardar roupas de banho, equipamento de esporte, sapatos, etc.

No fundo da cozinha, coloque um armário dobrável desmontável de preferência. Nele ficam guardados a comida, panelas, bebidas, pratos, copos e talheres. Esse armário (em um acampamento selvagem) é improvisado com materiais da natureza, evitando o volume de equipamentos. Do outro lado, na parede que dá para fora da barraca, coloque um bujão de água, a geladeira de isopor, uma mesa com bujão de gás (que também pode ser improvisada), um fogareiro e um lampião (pode ser de coluna para iluminar melhor). Ainda na cozinha, ficam bancos e cabides de barraca, esses pendurados na armação metálica, além de uma sapateira (improvisada) de plástico. No alpendre (na frente da barraca) podem ser colocadas uma mesa com cadeiras ou mesmo uma espreguiçadeira. O bate-papo noturno ou o jogo de cartas sempre é feito nessa área da barraca (que no caso de camping selvagem, pode-se fazer um ranchão de lona).
Na barraca para duas pessoas, com quarto e cozinha, a distribuição interna é, fundamentalmente, a mesma. Tanto nesse tipo de barraca, como no de dois quartos, só não há piso de lona na cozinha e no alpendre.
Quando a barraca é para casal ou para uma pessoa, todo o material de camping fica colocado num dos lados da barraca e os colchões no outro. Não se deve cozinhar em barraca de uma peça só, pois o piso é forrado e, portanto, inflamável. Nesse caso convém eliminar a maior parte de equipamento de cozinha. É mais interessante levar sacos de dormir, lanternas, caixa de primeiros socorros e as roupas para vestir, especialmente se os campistas fazem a viagem de motocicleta, ônibus ou de carona.
Mas quem quiser cozinhar no acampamento e tiver barraca de uma só peça, deve usar o fogão fora dela e só guardá-lo depois de ele ter esfriado completamente. Se você estiver de carro, pode, mesmo com barraca de  uma só peça, aumentar o seu equipamento. Ao fim do dia use o carro para guardar a mesa, cadeiras, fogão, churrasqueira, etc.

Abrigos - camping selvagem

Ao procurar um local de abrigo, tenha em mente o tipo de abrigo (proteção) que você precisa. No entanto, você também deve considerar:
Quanto tempo e esforço que você precisa para construir o abrigo.
Se o abrigo irá adequadamente protegê-lo dos elementos (sol, vento, chuva, neve).
Se você tem as ferramentas para construí-lo. Se não, você pode fazer ferramentas improvisadas!
Se você tem o tipo e quantidade de materiais necessários para construí-lo.
Para responder a estas perguntas, você precisa saber como fazer vários tipos de abrigos e quais os materiais que você precisa para torná-los.
Lona esticada
Leva apenas um curto período de tempo e o mínimo de equipamento para construir esta extensão. Você precisa de uma lona, 2 a 3 metros de corda para suspensão, três estacas de cerca de 30 centímetros de comprimento, e duas árvores ou dois pólos de 2 a 3 metros de distância. Antes de escolher as árvores que você vai usar ou localizar seus pólos, verifique a direção do vento. Certifique-se que a parte de trás da extensão estará contra o vento.
Para fazer a extensão: Amarre o topo da lona. Puxe e estire a corda, role o topo longitudinalmente, dobre em terços, e amarre com a corda.
Corte a corda ao meio. Por um lado longo da lona, ligue a metade da corda para o ilhós do canto da lona. Amarre as outras metade da lona nas duas árvores.
Espalhe a lona e estique no chão, colocando paus afiados através das pontas no chão.
Para proteção adicional contra vento e chuva, coloque alguns objetos, sua mochila ou outros equipamentos nas laterais da lona.
Para reduzir a perda de calor para o chão, coloque algum tipo de material, tais como folhas ou agulhas de pinheiro isolantes, dentro do seu abrigo.
Tenda de lona
Esta tenda proporciona uma silhueta baixa. Ela também protege-lo dos elementos em dois lados. Para fazer essa tenda, você precisa de uma lona, dois 1,5 a 2,5 metros cordas, seis paus afiados cerca de 30 centímetros de comprimento, e duas árvores de 2 a 3 metros de distância.
Amarre  a lona da mesma forma como a lona esticada.
Amarre a corda pelo meio da lona, ligando até as duas árvores.
Amarre as outras extremidades destes cabos na altura do chão, entre as duas árvores,estique e aperte a lona. Ponha os lados da lona apertada e fixe no chão fincando os paus afiados.
Siga o mesmo procedimento no outro lado.
Se você precisa de um suporte central, use os mesmos métodos como para a lona esticada.
Abrigo Rede
Também seguindo o mesmo procedimento da tenda de lona, porém leva mais três itens de apoio: uma rede, e duas varas. A rede se apoia como na foto, igual a corda mestre, e as duas varas ficam sobrepostas à rede, formando uma espécie de alpendre suspenso.
Abrigo único
Um abrigo de um homem só você pode facilmente fazer usando uma lona que requer uma árvore e três apoios. Um apoio deverá ser de cerca de 4,5 metros de comprimento e os outros dois cerca de 3 metros de comprimento. Fixe o apoio na árvore a cerca de altura da cintura.
Colocar os dois apoios no terreno em ambos os lados de e no mesmo sentido que o apoio maior.
Coloque a lona dobrada sobre o apoio maior para que a mesma quantidade de material paira sobre ambos os lados.
Use qualquer excesso de material para cobrir a entrada.
O pano da lona torna resistente ao vento e o abrigo é pequeno o suficiente para que ele seja facilmente aquecido. Uma vela, usado com cuidado, pode manter a temperatura no interior mais confortável. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário